Esse é um dos meus desfiles favoritos, o estilo é tão marcante que não é preciso muito esforço para reconhecer um Marchesa no red carpet! Mais uma vez, Craig e Chapman surpreenderam: com algumas inspirações orientais, usaram e abusaram das pedrarias e bordados!
Os minis têm muita personalidade, sejam os volumosos com frufrus ou os esculturalmente drapeados com estampa floral pintada à mão e cauda, não vão demorar para aparecer no guarda-roupa das famosas! Uma inovação foram os macacões harem: rendados, transparentes e sexy’s, cintura marcadinha e boleros em brocados, um luxo!

Seria uma ousadia não falar dos longos maravilhosos! Os nudes e suas variações, branco e preto foram as cores de ordem na coleção; os dois tomara-que-caia p&b mostram que é possível fazer vestidos completamente diferentes partindo dos mesmos conceitos! O segundo dress me lembrou aquela coleção de papel do Jum Nakao – super orientalismo na técnica. E o modelo sereia é um dos carros-chefe da marca – babados e drapeados sem fim!

E não foram só os vestidos que deslumbraram nossos olhos: a maquiagem é por Le Métier de Beauté, delineado gatinho em branco (inovou!) com côncavo marrom bem esfumado, muito rímel preto, iluminador na zona T e blush nas têmporas e não maças do rosto. Os cabelos por Frederic Fekkai, são bem presos em coque no alto da cabeça, tendência do momento, e finalizados com ornamentos Campora by Marchesa.
Sandálias com tiras finas e detalhes de pedrarias e abotinadas nude furadinha que já vimos que é um dos sapatos da temporada ou preta de camurça, muita elegância!
Finalmente um desfile de tirar o fôlego!  Amaram?
Gostou do post? Compartilhe:
Facebook