Um dos maiores best sellers de todos os tempos, com mais de 40 milhões de cópias vendidas no mundo200 mil exemplares vendidos nas primeiras três semanas de lançamento no Brasil. A trilogia, iniciada por “Cinquenta Tons de Cinza”, escrito por Erika Leonard, E.L. James, nasceu de um fanfic de Crepúsculo. A autora dizia que a série precisava ser mais apimentada, por isso, renomeou os personagens Edward e Bella, começou a escrever cenas de sexo que eram lidas por fãs e foi descoberta por uma editora.
Não foi preciso muito tempo para que os fanfics tomassem forma e se tornassem um dos livros mais famosos da história. A receita foi simples: E.L. James pegou as histórias já escritas, as ambientou, reformulou alguns personagens e em poucos meses lançou a trilogia! A continuação “Cinquenta Tons Mais Escuros” sai em setembro e “Cinquenta Tons de Liberdade”, último livro, estará a venda em novembro.  Agora vocês devem estar me perguntando: mas que tanto esse livro tem para ser tão comentado?
 
 A narrativa conta a história de Anastasia Steele, uma menina de 22 anos, virgem, ingênua e desastrada, prestes a se formar na faculdade. Sua melhor amiga fica doente bem no dia que deve entrevistar o bilionário Christian Grey para o jornal da faculdade, então, Anastasia vai em seu lugar. É assim que eles se conhecem e não posso dizer que se apaixonam porque o que acontece é um relacionamento bem diferente do que estamos acostumadas!
O Sr. Grey é intimidante e apolíneo, faz de Anastasia sua submissa e mostra à menina suas preferências sexuais (bem ousadas, por sinal!) – ele admite ser sadomasoquista. A trama só começa mesmo lá pelo 5º capítulo, depois que Grey passa a perseguir Anastasia e a leva para sua casa após uma noite de bebedeira. Dias depois ele a leva para jantar e oferece um acordo, feito por meio de um contrato indiscreto que Anastasia deveria assinar…
 
 
Não posso contar muito mais, afinal este é um blog de família! Li o livro inteiro e me surpreendi, mesmo sendo considerado um romance erótico e de conteúdo adulto, a narrativa não se limita às cenas de sexo praticamente explícito. A história vai além e mostra outras formas de amar para Anastasia, os medos, traumas e angústias de Grey. Os personagens são bem construídos e cativantes, a obra é detalhista, mas não se pode esperar muito vocabulário, de qualquer forma, é bem envolvente! Se você for maior de 18 anos, pode correr e garantir a sua cópia do romance mais comentado do século! Mas lembre-se: leia sem julgamentos!
 
 
Você já leu #50tonsdecinza?

 
Fotos: Fashion Frisson/Reprodução

Não esqueçam de participar do SORTEIO da camiseta premium Jeffer.son!

Gostou do post? Compartilhe:
Facebook